quarta-feira, 30 de julho de 2008

Frases da semana

Conhecido de infância meu que trabalha na Microsoft na área de Windows:
"Monopolio é uma coisa relativa".

Ex-funcionário que foi para a Colômbia:
"O país mudou mas os problemas continuam."

Mandei um email à NET pedindo para mudar meu serviço do meu endereço atual para um novo. Reponderam (por escrito!)
"Prezado Sr. Marcos, Recebemos seu e-mail, porém não foi possível entender sua solicitação. Por gentileza, informe-nos em que podemos auxiliá-lo. Certos de sua compreensão. Central de Relacionamento Net" (sensacional)

Alguém me ajudando na mudança de apartamento:
"Essas chaves todas aqui... de repente seria melhor não deixarem elas serem encaixotadas junto com a mudança." (brilhante)

terça-feira, 29 de julho de 2008

Trabalhemos!!

... saiu a convocação para nossos colegas e clientes

http://brasil.infomine.com/news/editorials/aestado/2008/0001816.asp

Estou totalmente insano - fazendo mudança em dois dias, malas para viagem, nem vou escrever, pois tenho que correr para casa.

Fui!

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Estudar no Bandeirantes é padecer no Paraíso

Ontem à noite vendo reportagens sobre Comunidades on-line em que as mães dizem que Ser Mãe é padecer no Paraíso, porque os filhos adolescentes são terríveis.
Automaticamente me veio um trocadilho extremamente infame, que não sei como não pensei nisso há 25 anos atrás. Como o ônibus que leva os passageiros da Av Rebouças até a Estação Paraíso do Metrô, onde fica o Colégio, (... não xinguem)

"Quem vai estudar no Bandeirantes é pá-decer no Paraíso"

Que segunda feira brava. Um sol bonito e um aeroporto pronto para receber meus filhotes que vão agora para SP ficar uns dias antes de embarcar de volta pra Florida. Haja coração.

quinta-feira, 24 de julho de 2008

Tem gente mirando nos nossos fundos

A quem se interessar segue abaixo uma lista interessante para as próximas eleições

http://www.amb.com.br/portal/

http://www.amb.com.br/portal/ambdebate/todos_can.asp


Quem devemos temer mais? Os políticos que querem "o deles" ? (que nada mais é que o dinheiro da minha poupança)

Os estrangeiros que querem os juros altos ? (E os Bancos que são os proxenetas do Governo)

Ou o vizinho nosso que não mexe a bunda para se manifestar contra os espertinhos (ambos)?


Ontem no Mineirão um espertinho tentou furar a fila. Eu chamei a atenção dele e mandei-o para trás. Ele disse que estava só contando o dinheiro, não estava na fila. Que estava do lado de fora da fila, só esperando. (sei! rá rá rá. ) Depois várias pessoas falaram comigo, isso mesmo, o FDP vai chegando como quem não quer nada, e entra na fila. Então porque ninguém fala NADA???
Falta coragem de dizer ao outro que não roube o seu lugar?? Falta coragem de mandar o político devolver o dinheiro roubado e se retirar do Congresso??

País de bunda-mole. (com execeções - parabens a elas)

quarta-feira, 23 de julho de 2008

Espionagem da janela


Tem umas pessoas numas balancinhas jogando água na minha janela. Deve ser mais um complô do Governo. Estão procurando um jeito de garfar mais do lucro da empresa, ou somente do faturamento? Esse sócio é ótimo: nada agrega, só atrapalha o sucesso da empresa, e morde a parte dele SEMPRE!
Para gastar com políticos que "trabalham" dois dias por semana, tem um bando de assessores, nomeiam a torto e a direito, e roubam o que podem, a título de criar leis que os impeçam de serem presos. Só isso. Votarei NULO nas próximas, Bando de vagabundos!! $#@@#$$#@%¨¨&
Quem sabe hoje levo meninos ao Mineirão ver Cruzeiro e Goiás. Um pouco de gritaria faz bem.
Graças a muito esforço dos bons e ótimos, e até os excelentes profissionais da GEMCOM, em todos os níveis (CEO, CFO, técnicos e contadores, etc) e em todos os países, ela foi muito bem avaliada e muito bem comprada pelo Carlyle e parceiros. O Grupo Carlyle, capa da EXAME, tem nos bolsos dinheiro suficiente para comprar uma boa parcela do Brasil.
Tem outros Fundos com a mira em nosso país. Diz um amigo meu que a Suíça já foi 50% comprada pelos Sauditas, tem mais gente de turbante nas ruas do que os tradicionais Europeus.

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Segunda brava


Meu filho me joga no almoço que fizeram uma blitz na delegacia e roubaram armas e mataram um policial. Não deveria ser o contrário?


Depois vem um artigo do Dalmo Dallari em 2002 denunciando as falcatruas do Gilmar do STF. Macacos me mordam! diria o Batman (ainda estou impressionado com o Coringa, excepcionalmente interpretado por um ator que morreu e não dei um google nele para conhecê-lo)


Minha terapia do hoje foi uma desgraça. Acabei cedo, e disse que não tava adiantando nada. Ela dobrou a dose do remédio (ótima essa! enfia droga na cacholinha dele)


Meu olho direito não para de piscar, mas segundo a médica, é cansaço. Não é tique como do Bruce Willis em "Duas Vidas", devido à falta de psicanálise.


Vai indo que não vou, acho que não estou a fim de chegar na terça feira esta semana.


domingo, 20 de julho de 2008

não ganhei na MEGA SENA

Olhando para o que a vida me proporcionou, me permitiu estudar no ITA, morar em vários países, ter filhos lindos e inteligentes e bem sucedidos na escola, amigos com quem eu posso dividir os bons e maus momentos, uma família que está lá para mim... sem falar na cidade legal que eu vivo, o emprego sensacional que eu tenho, e a lucidez para conseguir se dar conta de tudo isso... cheguei a conclusão que ganhar na MEGA SENA duas vezes seria pouco provável.

Não ganhei na de ontem então. Meus confres estão aliviados de R$25 milhões.

Flora foi para SP sozinha de avião, só de pensar que poderia acontecer algo com ela, fiquei sem ar, mas depois me conformei e aceitei o que quer que a vida quisesse me dar - pois não há outra alternativa. E o telefonema dela quando chegou foram as palavras mais doces que alguém pode escutar, de alguém que a gente ama muito respirando gostoso em outro lugar, bem e feliz.

Pedro fica aqui comigo e repassamos Pink Floyd, Journey e outros conjuntos, ele descobrindo que uma guitarra e um teclado MUSICAL (não de computador) são diversões ótimas também. Arrumo o armário para ter mais espaço para amplificadores e cabos de baixo, microfones e violões.

Revejo o email e os blogs. Pego uma receita com minha avó, de picadinho de carne com batata, cebola e tomate. Vamos almoçar em casa. Bom jeito de curtir o domingo. E com um Chivas no gelo.

Abcs

sábado, 19 de julho de 2008

Os outros blogs nos inspiram

Olhando aleatoriamente outros blogs de gente por perto, peguei um texto e virei do avesso, para refletir meu estado de espírito. Ficou assim:


Ando precisando de sono.
De poder ficar sem ler por longas horas;

sem email, revista, jornal, blog, documentos, atas e contratos.

Ando precisando de um final de semana sem show para ver.

De um fim de semana bem longe de casa, isso admito.

Preciso de ócio sem culpa.Lavar mais louça.

Dar umas broncas na minha mãe, por telefone.

Sair na rua sem trânsito, mas com muito vento.
Forte.
Ando precisando tempo para usar uma câmera nova, para ouvir os CDS novos que comprei e estão perdidos pela casa, de ficar quieto.

Ando precisando querer dormir do lado de alguém.

Ando precisando voltar para o mundo dos sonhos, lá pescar idéias e esperanças.

Um tempo sem ler as notícias...

Só prá sentir o respirar da gente.

Batman e com grana


Surpreende o filme. Adulto, emocionante, um thriller mesmo. Difícil não torcer para que cada soco do morcego seja forte mesmo, que desça o pau e quebre todos os ossos dos malvados, que estão sensacionais. Mas longo - dificil de acabar.


Fico chocado, que entre uma fatia de pizza e um gole, meus filhos me contam que o herói do filme (o ator que faz o Coringa, espetacular e nojenta interpretação) faleceu duas semanas depois de terminar as gravações. Um diz que foi suicídio, o outro, overdose acidental. Que pena mesmo.


Peguei os números da MEGA SENA. Estou fazendo aquele suspense para olhar. 25 milhas.

Uma leve taquicardia. O que eu faria? Daria muita risada. Acho que colocaria o tutu no banco e não mudaria nada, por uns tempos. Que responsabilidade, ser sorteado com um prêmio desses.

sexta-feira, 18 de julho de 2008

Grand Theft Auto IV (4) de sobremesa


O jogo de roubos de carro que meu filho detona, é fabuloso no XBOX360. Ontem ele pegava bazucas e explodia helicópteros, colocava garotas de programa no carro para receber "serviços", derrubava dúzias de mafiosos russos para resgatar o primo sequestrado. Ele argumenta que isso não leva a molecada a ser estressada nem ter mente criminosa, me mostra vários artigos médicos e argumenta. Eu mostro outro, com opinião contrária, que comprova que a taquicardia que me dá jogando Gears of War não é uma coisa boa. Talvez quando eu dominar o jogo e os controles, o uso da moto-serra para decepar membros dos inimigos seja um stress-reliever.


De volta à realidade, fico feliz de ver as notícias dos presos milionários. Talvez os repórteres sejam o maior agente de mudanças de um país, lado a lado com a polícia. Um sem o outro não teria tanto impacto. Desde Watergate.


Mais sobre carro roubados: Honda CIVIC 1995 é disparado o mais roubado, de fato, nos EUA.


E o novo 2009 Volkswagen Tiguan (mistura de Tigre com Iguana) é lindo e desejável. Mas fico com meu Corolla por uns tempinhos ainda, pois passo 5 min dentro de um carro por dia, Haleluia!, pois decidi morar mais perto de onde trabalho.


A Taróloga da minha namorada disse cada coisa que me impressionou... quase caí duro. Mas é tudo bom. Tenho um "darumá" com um olho pintado, que pelo jeito loga vai receber o outro olho, se estas profecias se realizarem.


Esta sexta promete... e ainda nem tomei minha "happy pill" do dia (e que não é Prozac).


Abraços a todos.

quinta-feira, 17 de julho de 2008

Quinta quase sexta

Esse é de fato um olhar crítico, meio que com sono e meio que pasmo, diante das notícias. Um amigo do tempo do ITA escreve no blog dele que "... Gretchen (sim, aquela mesma!) vai fazer tudo para desbundar a prefeitura de Itamaracá, em Pernambuco." Linkei o blog dele aqui do lado, Biscoitos com pipoca.

Esta semana um dos CD's mais ouvidos no meu carro, pelos meus filhos, é um extra-brega compilado pelo JPPC, como se fosse "As mais tocadas no iPod do Renato". Contém Conga da Gretchen, além de Não se vá, com Jane e Herondi. Impagável. Sem falar no showman do Sidney Magal. Que produto perfeito e bem-acabado para o que se propôs, na época, matando no mercado das gutchas. Comentamos no final de semana passado, eu e meus primos aqui em BH, sobre essas pérolas que agora ficam imortalizadas com a tecnologia de gravação digital de músicas. E espero que passem para a próxima geração - tenho certeza de que Flora e Pedro um dia pegarão e mostrarão para seus filhos: "Olha que inhaca que o papai ouvia quando era criança!"

Falando de emprego e business, soltamos um press-release hoje que 95% dos acionistas da GEMCOM votaram a favor da venda da empresa para o Grupo Carlyle. Um tremendo passo. Uma coisa é você ter uns 50 acionistas com uns milhõezinhos investidos de cada um. Outra, totalmente diferente, é pertencer a um grupo com mais de US$80 bi em ativos.
Vamos crescer muito, e continuando com essa sorte, sendo muito felizes, eu e a GEMCOM, meus amigos filhos e primos, em BH.

Agora trabalhemos pois não chegou nem a sexta nem o FDS...

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Visão Política resumida e objetiva

Use o link e faça o teste

http://veja.abril.com.br/idade/testes/politicometro/politicometro.html

Eu sou CENTRO DIREITA LIBERAL

Mais uma frase dos meninos:

"Você acaba descendo o escorregador com a cabeça na frente uma vez só."

terça-feira, 15 de julho de 2008

Acredita que não estamos a sós no Universo?




Mandam-me um vídeo do OVNI em Honduras.
Parece aeromodelo com mini-jato propulsor e controle remoto.
Haja fé.

Conduzo uma reunião difícil com um cliente, que se recusa a entender as etapas e dificuldades de um estudo de escopo, para que os requerimentos de um sistema a ser desenvolvido traga o retorno do investimento que o justifique para o Presidente da Empresa. Volto com quase dor de cabeça.

Leio páginas do livro "Really important stuff my kids have taught me". Adoro.
Infelizmente a sabedoria do livro é tão infantil e meus filhos sempre foram tão adultos e crescidos, mesmo pequenos, que sinto falta deles não terem expressado essas coisas de sabedoria popular infantil. Mas talvez tenham pensado. QUero acreditar, pois é tão divertido ser criança e pensar assim. Vai que não me lembro. Como por exemplo:

"... às vezes a gente encontra as flores mais bonitas quando sai para procurar cogumelos no jardim. E pular nas poças dágua significa que você vai passar o resto do dia com os pés molhados, mas de repente vale a pena mesmo."

sexta-feira, 11 de julho de 2008

Por quê carregamos na carteira?


A pergunta poderia ser "o quê", e voces veriam isto.
Dispensa texto.
Bom final de semana.
Marcos

quarta-feira, 9 de julho de 2008

O lixo das quartas-feiras


Triste. Hoje coloco o lixo reciclável para ser recolhido no prédio.

Mas no caminho para o trabalho, vejo três pessoas em três diferentes esquinas, abrindo os sacos de lixo, sentados no chão, procurando algo para comer, vender, trocar. Depois fechando.

Na natureza existem as espécies que limpam a terra - abutres, hienas, larvas, etc. Triste ver que uma raça tão evoluída participe desta etapa da cadeia alimentar. Deve ter algum motivo. Imagino o estado meditativo do cidadão (que talvez deva ser chamado de invidíduo, pois se fosse cidadão de alguma cidade decente, não teria que se rebaixar a esse ponto) realizando tal tarefa.
Talvez tenha uma enorme paz mental. Uma vida mais simples impossível. Não que eu a deseje para ninguém. Mas quem sou eu para ter pena de alguém? Não é pena não. É espanto e compaixão que sinto. E como já refleti antes, por algum motivo aquela alma queria passar por isso.

terça-feira, 8 de julho de 2008

Disseram para mim "Eu sei que não existe, mas torço para que exista"


Não é bem assim. Tem outras coisas. Uso "tem" para não dizer "existe", e "coisas" porque nada neste mundo do visível e do que existe pode descrever o que "tem" do outro lado da vida ou do Universo visível.
Há uns tempos, discuti com colegas agnósticos - que não acreditavam em nada do que não vissem e pudessem tocar.

Alguns acham que não existe nada além do que se pode ver. Eu rebatia que a dúvida já está errada, pois aquilo sobre o qual estamos falando, ou pensando, o "outro lado" da vida, TRANSCENDE o plano de existir não existir. Nem é, nem não é, pois é e não é, e nem é nem não é.


Aqui estamos no plano dos opostos, do vivo e morto, da luz e escuridão, som e silêncio, masculino e feminino, bem e mal. A parte e o todo.


Vou aproveitar que meu filho está aqui e já jeu muito sobre o Big Bang e o tempo.


O que me interessa não é o conjunto do que existe e o que não existe.

Quer discutir sobre o que não está em um estado de existência nem de não-existência. São coisas que fica difícil entender ou pensar pois transcendem o próprio pensamento. O Stephen Hawkins tenta resumir o momento da criação em um BIG BANG...mas não consegue explicar nada antes disso, pois não havia o Tempo. Que só pode existir quando tem espaço, pois se mede o tempo com movimento, indo daqui para ali.
Tempo é tudo para nós. E a dualidade ou separação entre os opostos, é descrita em todas as mitologias e filosofias. Olha a analogia entre a Criação do Universo e a Criação do Seu Universo, como observador: você vê um mundo, eu vejo outro, certo? Uma formiga vê outro, uma pedra vê outro Universo.

Passamos a definir um Universo quando nos separamos dele, certo? O Universo absoluto deve ter sido criado quando Tudo-o-que-é-e-que-não-é se separou em Tempo e espaço. Aí começou o tempo. Da mesma maneira, quando nós, os observadores, nos damos conta que somos uma parte do todo mas que pode ser definida à parte desse todo, passamos a existir como indivíduos. Daí veio o "Penso, logo existo." Certo?


Tem uma Scientific American na minha escrivaninha para ler, sobre todas as teorias e como elas criam o tempo-espaço. Acho que nessa vida não vou conseguir ler e entender.


Poucas coisas me retornam: a Teoria "M", das cordas, veio propor que existem 11 dimensões e não 4, para o Universo, concluindo que devem existir infinitos outros Universos paralelos, como se fossem planos flutuando em um continuum de 11 dimensoes.


Quem sabe um dia a Ciência nos dê mais bases para saber através da lógica, coisas que nós sentimos como sendo um "cheiro" extremamente tênue e distante, que nem temos linguagem e termos precisos para descrever e discutir. São coisas que de certo modo a gente "sente", ou "intui", ou "sabe" de uma fonte do fundo da alma, ... e que às vezes se mostra num 'flash' que parece nao ter vindo de lugar nehum mas que está dentro de tudo, quando a gente ouve uma música, lê uma poesia, vê uma pessoa ou uma situação.


Quem sabe o Superhomem nos explique um dia.

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Além da Palavras


Certa vez estava Buddha sentado sob uma árvore, com os seus discípulos reunidos à sua volta esperando que ele iniciasse seu discurso. Em determinado momento, Buddha calmamente inclinou-se e colheu uma flor. Levantou-a à altura de seu rosto e girou-a suavemente. Seus discípulos ficaram espantados e confusos, e murmuraram entre si questionando o sentido daquilo. Dentre eles, apenas Kashyapa entendeu o gesto, sorrindo. Shakyamuni Buddha percebeu que Kashyapa tinha compreendido, e lhe disse:"O método de Meditação que ensino é ver as coisas como elas são, nada rejeitar e tratar as coisas com alegria, vendo claramente sua face original. Esse Dharma misterioso transcende a linguagem e os princípios racionais. O pensamento lógico não pode ser usado para obter a Compreensão; apenas com a sensibilidade da não-mente alcança-se a Verdade. Vós compreendestes. Por isso, concedo-lhe a partir deste momento o espírito do Dhyana."


No post de hoje, apenas a imagem da minha Flor(a).

quinta-feira, 3 de julho de 2008

Prove-me que Deus existe


Alguém me disse:


"Eu gostaria de acreditar que existe algo mais. Mas é impossível. Nada do que não posso tocar existe, mas essa mesa existe. O resto é b/s."
ou algo parecido com isso.


Interessante como o tema é recorrente, e muitas pessoas debatem essa pergunta. Claro que já debati e estive na mesma sinuca, por enquanto estou fora dela, sem me considerar melhor que ninguém que pode estar nela, e não nego que pode-se voltar para a tal situação, independente de fé ou religião. And for the record, religion is not the point.

Vivem dramas em suas vidas, alguns de nós, pedindo que a explicação venha de fora.

Acho que podem debater por séculos, e se não encontrarem a resposta (desculpem o que parece um clichê) que vem "de dentro", jamais a aceitarão. (a explicação ou justificativa que vem dos outros)

Se fosse provável, demonstrável ou justificável, uma resposta calculada em uma equação com entradas fidedignas e operadores inquestionáveis, que valor teria, para começar? E seria intrinsecamente inconfiável: imagine que você viva dentro da "Matrix", como um programa. Usando as ferramentas de dentro da Matrix, voce poderia construir equações que provavam que você era um ser livre e que a Matrix era o mundo externo - pois foi criada assim.
Qualquer demonstração tem que poder ser questionada e tem que poder ser errada, senão não careceria de demonstração - seria um postulado, hipótese, axioma, paradigma, sei lá que mais nomes temos para "verdades" a serem aceitas sem questionamentos.

Vejam o debate no link da Amazon:

http://www.amazon.com/tag/religion/forum/ref=cm_cd_pg_newest?%5Fencoding=UTF8&cdForum=Fx417AUXOWKSRN&cdPage=1&cdSort=oldest&cdThread=Tx2LD4PR7U43XRK&displayType=tagsDetail

Acho que vou postar no meu Blog, foi o que disse ao amigo.


Começa assim o post na Amazon:

"I have studied most major religions but I have yet to find any convincing evidence that a supreme being exists. Don't get me wrong, I would love to believe that we are living this life for a reason.Unfortunately, if we were created by a god then he/she made me far to skeptical and analytical to believe anything without proof. If someone can convince me that there is any validity to religion I have a feeling it would fill a large void in my life and put an end to a lot of sleepless nights. No flames or personal attacks please.. Just try to keep it to factual tangible evidence not "My parents, cousin, dog, friend, etc.. said it's true so it is"Yeah, I know this is the goldbox forum.. So maybe amazon can suggest a good book or DVD that will answer all my questions! "


A. B. Coleman says:
Tangible evidence? Faith is what you make it, reality is how you take it. Historical accounts, which is what most any religion comes down to, are subject to translation, interpretation, editing, deleting. Scientific evidence of a higher power? Why has the earth's magnetic field not flipped in 780,000 years? Who's to say that God's timetable works in the conventional ways we've interpreted it? Who's to say that breathing life into the dust didn't require evolution? Faith is believing, not seeing. Religion is just a vehicle for humans to interpret the circumstances of spirit. Questioning yourself is the first step.


e aí tem 2097 posts em resposta, um a cada 7 segundos, em média.
É possível se fazer tal demonstração? Seria a mesma válida, uma vez que utilizamos o que nos foi dado pelo Criador? Seria possível demonstrar o contrário? Então poderíamos ter recebido as instruções para fazê-lo, pois o Criador não queria que descobríssemos que existe algo mais.
Porque o "arquiteto" quer que saibamos da "Matrix"?
Quem mandou tomar a pílula vermelha?

quarta-feira, 2 de julho de 2008

Globalização na veia e no dia a dia


Lendo artigo sobre o Investment Grade atingido pelo Brasil, na revista da Câmara de Comércio Brasil Canadá, aprendo que o OTPP investe quase 10% dos fundos no Brasil, por exemplo na Multiplan, que investiu R$150 milhões em quatro shoppings. Pasmem: OTPP é o fundo de pensão de Professores do estado de Ontario.


Aprendo também que vivem hoje uns 15 mil urso polares, espécie ainda não ameaçada de extinção, pois seu número cai bem devagar. Mas estão precisando de planos para preservá-los.


Embora o Canadá seja maior que o Brasil, com 53% da superfície do país coberta por árvores em florestas boreais, 9 mil km2 delas são cortadas, liberando 36 milhões de toneladas de carbono. Bonito, não?


Estou ficando assustado com inflação no Brasil, para fechar o assunto. Dois sintomas: empregadas domésticas e diaristas (estou sem apoio em casa hoje, fixo) pedindo mais pela diária, e aumento de oferta, causado talvez por demissões de pessoas que não conseguem mais manter um funcionário doméstico pela alta do salário. Está configurado o dragãozinho.


Sabe aquela véspera de maxi? Aquele suspense pairado no ar, a sensação de que você tem dinheiro no banco mas que de um dia para outro pode não valer nada? Traumas de planos Collor, Cruzado, Cruzeiro, sei lá o que mais. Quem nasceu nos anos 80 nem sabe o que é isso.


E o dólar americano não é mais lugar para a gente correr. Se vier maxi, vai ser de Euro...