quinta-feira, 25 de março de 2010

Não sei se sou um animal ou deveria me comportar em prol de melhores relaçoes pessoais


Meu amigo Pelúcia (casado, hetero, e não fui eu quem colocou o apelido) me mandou esta, que me fez refletir.
Porque eu invado a casa dos outros mesmo. Quem sabe eu deva aprender.
 
 
QUINDINS NA PORTARIA
 
Martha Medeiros

 

Estava lendo o novo livro do Paulo Hecker Filho, Fidelidades, onde, numa de suas prosas poéticas, ele conta que, antigamente, deixava bilhetes, livros e quindins na portaria do prédio de Mário Quintana: "Para estar ao lado sem pesar com a presença".   Há outras histórias e poemas interessantes no livro, mas me detive nesta frase porque não pesar aos outros com nossa presença é um raro estalo de sensibilidade.
 
Para a maioria das pessoas, isso que chamo de um raro estalo de sensibilidade tem outro nome: frescura.
 
Afinal, todo mundo gosta de carinho, todo mundo quer ser visitado, ninguém pesa com sua presença num mundo já tão individualista e solitário.
Ah, pesa. Até mesmo uma relação íntima exige certos cuidados.
 
Eu bato na porta antes de entrar no quarto das minhas filhas e na de meu próprio quarto, se sei que está ocupado.
Eu pergunto para minha mãe se ela está livre antes de prosseguir com uma conversa por telefone.
Eu não faço visitas inesperadas a ninguém, a não ser em caso de urgência, mas até minhas urgências tive a sorte de que fossem delicadas.
Pessoas não ficam sentadas em seus sofás aguardando a chegada do Messias, o que dirá a do vizinho.
Pessoas estão jantando.
Pessoas estão preocupadas.
Pessoas estão com o seu blusão preferido, aquele meio sujo e rasgado, que elas só usam quando ninguém está vendo.
Pessoas estão chorando.
Pessoas estão assistindo a seu programa de tevê favorito.
Pessoas estão se amando.
Avise que está a caminho. Frescura, jura? Então tá, frescura, que seja.
Adoro e-mails justamente porque são sempre bem-vindos, e posso retribuí-los, sabendo que nada interromperei do lado de lá.
Sem falar que encurtam o caminho para a intimidade.
Dizemos pelo computador coisas que, face a face, seriam mais trabalhosas.
Por não ser ao vivo, perde o caráter afetivo?
Nem se discute que o encontro é sagrado.
Mas é possível estar ao lado de quem a gente gosta por outros meios.
Quando leio um livro indicado por uma amiga, fico mais próxima dela.
Quando mando flores, vou junto com o cartão.
Já visitei um pequeno lugarejo só para sentir o impacto que uma pessoa querida havia sentido, anos antes. 

Também é estar junto.
Sendo assim, bilhetes, e-mails, livros e quindins na portaria não é distância: é só um outro tipo de abraço.

 


__,_._,___



Hotmail: Powerful Free email with security by Microsoft. Get it now.

segunda-feira, 22 de março de 2010

Consumo do Animal

Consumimos água demais e economizamos de menos. E água em garrafa polui, consome energia para produzir e transportar - comecemos todos a usar filtros novamente! Back to the future 1970.
Por falar em consumo estou orgulhoso da minha poderosa - fez 11km por litro na ida para São Paulo e 10km/l na volta. Ipiranga aditivada, gasolina razoável. Melhor que a Shell batizada do posto da Getúlio Vargas, que rendeu 7km/l outra vez.

Uma boa parada entre BH e SP é Pouso Alegre. Peguei uma suite simples, com uma ducha excelente, tudo muito limpo e cuidado, quase novo, café da manhã caseiro e com tudo, por R$65. Muito melhor que dirigir com sono a noite inteira. Nunca mais corro esse risco.

Mas com a Fernão Dias interditada no início, dei uma bela volta por Perus e Caieiras até chegar a Mairiporã. Só então entrei na BR 381. A outra alternativa - Jarinu - Dom Pedro I.

Cheguei em casa hoje cedo mas trabalhei de casa pois há risco de eu ter pegado uma gripe forte. Poderia ter sido H1N1 mas depois de três dias sem febre, praticamente impossível.
E curti umas musicas antigas, e coloquei um trecho dela aqui.








Pela primeira vez... For the first time - U2




I have a brother
When I'm a brother in need
I spend my whole time running
He spends his running after me




Eu tenho um irmão 
Quando sou um irmão em necessidade 
Eu passo o tempo todo correndo 
Ele gasta o seu correndo atrás de mim 




When I feel myself going down
I just call and he comes around
But for the first time
I feel love


Quando eu me sinto caindo 
Eu só chamar e ele chega 
Mas pela primeira vez 
Eu sinto amor



My father is a rich man
He wears a rich man's cloak
Gave me the keys to his kingdom coming
Gave me a cup of gold


Meu pai é um homem rico 
Ele veste um casaco de um homem rico 
Deu-me as chaves do seu reino 
Deu-me um copo de ouro 
He said I have many mansions
And there are many rooms to see
But I left by the back door
And I threw away the key








Ele disse que eu tenho muitas mansões 
E há muitos quartos para ver 
Mas eu saí pela porta dos fundos 
E eu joguei fora a chave

quinta-feira, 18 de março de 2010

Campanha muito pessoal para isso tudo de animal que trabalha em SP

Meu cunhado me mandou os textos da Campanha publicitária do Citibank espalhada pela cidade de São Paulo através de Outdoors:

"Crie filhos em vez de herdeiros."

"Dinheiro só chama dinheiro, não chama para um cineminha, nem para tomar um sorvete."

"Não deixe que o trabalho sobre sua mesa tampe a vista da janela."

"Não é justo fazer declarações anuais ao Fisco e nenhuma para quem você ama."

"Para cada almoço de negócios, faça um jantar à luz de velas."

"Por que as semanas demoram tanto e os anos passam tão rapidinho?"

"Quantas reuniões foram mesmo esta semana? Reúna os amigos."

"Trabalhe, trabalhe, trabalhe. Mas não se esqueça, vírgulas significam pausas..."

"...e quem sabe assim você seja promovido a melhor (amigo/pai/mãe/filho/

/filha/namorada/namorado/marido/esposa/irmão/irmã... etc.) do mundo!"

"Você pode dar uma festa sem dinheiro. Mas não sem amigos."

Depois da tempestade vem a bonança no Reino Animal



No meu respirar profundo
penso em você sorrindo assim
e cada célula minha sorri
se enchendo de ar bom

Quando ouço sua voz
Cada fio meu de cabelo
meus ossos, pele e pelo
como se fossem uma corda
de violino, violão ou piano
tocando uma única nota

espero que seja o sino
do elevador ou campainha
você com as malas chegando
não sei o que está esperando
para entrar pela porta da frente
e tomar posse da sala
do quarto
do coração
que já é teu
faz tempo

quarta-feira, 17 de março de 2010

Transmutando a energia pessoal mineral e animal para energia espiritual

(foto: Cornell University, Ithaca, NY)

Para trazer a mensagem do Amor Incondicional, que é a única coisa que nos livra da dor, do sofrimento e da culpa, um homem veio há dois mil e poucos anos atrás e fez a humanidade acordar para o fato que essa dor existe mesmo que se negue. E que leis do Universo controlam como se cria esse sofrimento. Outro homem veio falar de Karma, antes disso, também nos ajudou a ver.  Leis do Estado tem poder de coerção, a polícia por reprimir, o judiciário julgar e punir, mas apenas nós mesmos podemos nos livrar do sofrimento, usando as leis espirituais.

Precisamos então perceber que essa energia está a nosso redor, e que plantamos e geramos energia que podem vir na forma de dor, sofrimento, ou felicidade e realização . Nada impede de usar a própria luz do Universo para transmutar essa energia de um lado para o outro. Podemos permitir nossas mentes fazer isso.

Vários pensadores mostraram caminhos, e viveram há milênios, séculos, ou décadas atrás. Será que alguns vivem hoje? Certamente. Escolha um. Para mim, não importa o símbolo, quantas pontas tem a cruz ou a estrela que representam a iluminação, a arquitetura do templo, ou a língua que falam. Desde que faça sentido para você. Use em seu benefício, criando luz. Espalhe para seu vizinho, para sua família.

E comemore.

PS: Esta semana estou comemorando mais uma vitória do Pedroca, a quarta faculdade que o aceita, esta agora da Ivy League (um clã de oito Top Schools nos EUA), a Cornell University. Comprei e distribui chocolates hoje para o pessoal aqui.

terça-feira, 16 de março de 2010

O Mineral dura muito, o Pessoal vive pouco, e o Animal se diverte.

Já vi muitas listas do que fazer antes de morrer. Esta é hilária. Sensacional. O pior que já fiz alguns dos itens. Outros são pura piada, mas entretém mesmo. Pelo menos para quem tem senso de humor americano.


The Life List: 175 Things A Man Should Do Before He Dies




1. Date an older woman.

2. Lose your virginity to an older woman.

3. Have your young and tender heart carved into bite-sized pieces, lightly salted, and chewed by an older woman.

4. Stand up to a bully.

5. Fly in a Learjet.

6. Jump out of a Cessna.

7. Talk to God.

8. Vote in anger.

9. Run for office.

10. Feel the recoil of a warm Kalashnikov.

11. Save a life.

12. Lend a hand, especially as concerns those hard-to-reach areas.

13. Shave a woman's legs.

14. Take a schvitz.

15. Go around the world.

16. Watch scrambled porn.

17. Unplug your TV for a month.

18. Climb a mountain--not Everest--without the slightest urge to write a book about it.

19. Sail alone the ocean blue without the slightest urge to write a book about it.

20. Write a brief autobiography without the slightest urge to publish it.

21. Read the last book your wife read, unless it was by Maya Angelou. Discuss.

22. Read all the books on your "Books to read before I die" list.

23. Circumnavigate Corsica on a bright-red Ducati.

24. Learn a useless language: Dutch, say.

25. Have a hero.

26. Meet your hero.

27. Be a hero.

28. Gobble a meat-loaf sandwich at Graceland.

29. Ride a burro through the agave fields of Oaxaca.

30. Take a Greyhound from Portland, Oregon, to Portland, Maine--and if you think your ass hurts, imagine the suffering of the guy who's driving.

31. Work for food.

32. Assemble a rock band. Be the lead singer. Pleasure the groupies.

33. Get booed (by the audience, not the groupies).

34. Trash a hotel room, maybe one that belongs to Ian Schrager.

35. Get fired, especially (but not limited to) when you're getting fired because you want to get fired.

36. Quit a job, loudly and righteously and with great streams of triumphant profanity.

37. Build a valuable business. Sell it. Enjoy.

38. Buy one spectacular loser of a stock--and never, ever forget it.

39. Dye your hair.

40. Change your haircut. (Not to a mullet. Nor to a caesar.)

41. Shave your head.

42. Grow a long and flowing beard.

43. Live under an assumed name, someplace far away, like the Jordanian desert, which, incidentally, is not a bad place to have a long and flowing beard. 44. Audition for something.

45. Write a poem. A haiku will suffice. Here's one to get you started: Doggy got the mange / Biscuits rise all by theirselves / In the valley: Woo!

46. Wear a little black dress in public. (Once. And only once.)

47. Pay for sex. (Once, and only once--and don't bargain-shop.)

48. Get paid for sex.

49. Have sex in public.

50. Sew on a button.

51. Catch a fish.

52. Read Moby Dick.

53. Fast for a week.

54. Get yourself into the best shape of your life.

55. Get fat as a house, and feel no regrets.

56. Tend bar in Nashville.

57. Wait tables in Reno.

58. Drive a cab in Boston.

59. Spend a night in the Odessa, Texas, jail.

60. Settle down.

61. Take a vow of silence for a week.

62. Leave something behind.

63. Bet everything on the trifecta at Sportsman's Park.

64. Convene a game of Scrabble between yourself, Ivan Boesky, Stephen Hawking, and Prince. Call Prince "Prince." (What's he gonna do, slap you?)

65. Hit a home run.

66. Test-drive a car you can't really afford; take up the salesman's day with lots of questions; and, after a goodly amount of time, in class-action payback for all car buyers against all salesmen everywhere, say, "Thanks, but no thanks."

67. Go up to the hottest woman at the party (the Laetitia Casta look-alike), not the third hottest (the Illeana Douglas look-alike ), the way you usually do.

68. Assist a blind man.

69. Look a mobster in the eye.

70. Cross a police line.

71. Learn the identity of Deep Throat and whether Oswald acted alone, and take these secrets to your grave.

72. Voyeurdorm.com.

88. Tell the truth when you'd be better off lying.

89. Avoid lying for one whole day.

90. Take a job that involves a shovel or a hammer.

91. Drive an 18-wheeler.

92. Replace the carburetor on a small-block straight six.

93. Surpass your father at his greatest skill.

94. Make love to a woman from a foreign country. And her friend. (Simultaneously, should the opportunity arise.)

95. Become a true connoisseur of just one thing, exotic lettuces, for example. This thing--enjoy it quietly, all by yourself.

96. Sell Women's Shoes

97. Arm-wrestle a stranger in a bar. Win.

98. Deliver a eulogy (the later in life the better).

99. Sit courtside, ringside, on the fifty, or front-row center, and then, afterward, find yourself in the locker room, backstage, in the dressing room, or at the cast party.

100. Make a toast at a wedding--a short, funny, thoughtful toast.

101. Do a spit take. (Not during the wedding toast.)

102. Once, watch yourself on television, so that you know what you look like on television. Then stop.

103. Sleep with someone you work with. In the boss's office. Then stop.

104. Get an HIV test.

105. Change careers.

106. Change diapers.

107. Get in touch with a long-lost friend.

108. Call the person you think you've most wronged. Apologize.

109. Call Brown & Williamson (800-578-7453) just to hear the outgoing message, which contains this sentiment: "We're a giant corporation, and you make us feel like a little kitten."

110. Canoodle with an Icon

111. When appropriate, return a bottle to the sommelier. (But only when appropriate.)

112. Refuse to pay for a lousy meal.

113. Dine and dash at Brasserie Lipp. (It is owned by Frenchmen. They deserve it.)

114. Stiff a bad waiter.

115. Give a panhandler a hundred bucks.

116. Take a vacation without a camera.

117. Take a vacation without making reservations.

118. Take a vacation without a guidebook.

119. Let her drive.

120. Roast a pig.

121. Learn to play the accordion. (At your house, windows closed.)

122. Take a blond to the fights at the Garden.

123. Throw a punch.

124. Take a punch.

125. Break up a row.

126. Be the most charismatic man in the room. (Somewhere other than McSorley's, where such a thing can be achieved most every day.)

127. Patent something.

128. In the hanging valleys of Glacier National Park, suck in great, greedy drafts of Montana air.

129. Sail, among the seals and orcas, through Alaska's Prince William Sound from Valdez to Whittier before it's too late.

130. See Aerosmith before it's too late.

131. Call in to Firing Line and argue William F. Buckley Jr. into a corner, the bastard.

132. Kiss your dad.

133. Have a suit custom-made.

134. Have shoes custom-made.

135. Failing that, at least buy a really nice suit and pair of shoes.

136. Make a million dollars.

137. Pass down your favorite cuff links to your son.

138. Drink Bordeaux in Bordeaux, champagne in Champagne, and Champale from a paper bag on a park bench.

139. Fight a slash-and-burn fire in the Peruvian rain forest.

140. Hike the Grand Canyon.

141. Eat food you've grown.

142. Eat food your neighbor has grown, without his permission, at night, and let the juice dribble down your chin.

143. Eat psilocybin mushrooms.

144. Pass up an opportunity to attend the Burning Man festival.

145. Join a picket line.

146. Volunteer at a soup kitchen.

147. Write a sensuous letter to a prison inmate. (Use somebody else's name. And return address.)

148. Swim beyond the breakers.

149. Free ball.

150. Cook chateaubriand for twenty.

151. Perfect the mixing of a killer cocktail. Make this your signature drink.

152. Kill something bigger than you. (Not that guy at work.)

153. Sign over a full paycheck to the Make-a-Wish Foundation.

154. Call an old girlfriend, the tough one you promised yourself you'd never speak to again.

155. Fake an orgasm.

156. Contribute to the production of a woman's orgasm, repeatedly, and make this a higher priority than your own.

157. Repair a toaster.

158. Coach a team.

159. Break up with a woman without another in the wings.

160. Pick the music for your funeral.

161. Commit an act of civil disobedience.

162. Commit a prank.

163. Buy a hat.

164. Cheat death.

165. When you get home from work and your kid wants to play ball, play ball.

166. Help a stranger.

167. Get a shave, in a barbershop, with hot lather.

168. Read a dirty magazine while getting a haircut in a barbershop.

169. Learn the names of birds, trees, flowers, insects, topographical features, and constellations. Impart this knowledge to children.

170. Entertain the possibility that there is, indeed, a heaven and a hell, and treat people accordingly.

171. If you've already treated people poorly, prepare for what's coming to you.

172. Feel no pressure to do a long list of things before you kick just because you read it in a magazine.

173. Except this: One last time with your first girlfriend.

174. And this: Live large.



175. And, finally, this: Repeat.



Tirado de  http://www.esquire.com/features/The-Life-List-1299#ixzz0iLBb2K1k

segunda-feira, 15 de março de 2010

Noticias globais e aleatorias

A viagem para a Bahia foi uma epopéia. Voando para VDC (Vitória da Conquista) e depois pegando uma Parati 2000 por 3 horas numa estrada queijo suiço... mas com AR!
E nada de comer bode. Só assavam por encomenda. Os botecos só tinham espetinho de gato. Acabamos comenda pizza todas as noites, em Caetité. Então ficamos sem comer bode. Nem cabrita. E nem tatu, porque senão voltava com dor nas costas, o bicho é muito baixinho.

... depois de um pit stop em BH, vamos lá visitar a progenitora e deiar flores na casa dela. E fotos no PC para ela matar a saudade. Passo em Campinas para ver o Nonno (dos meus sobrinhos), as irmãzinhas.

Deixei a poderosa ("a sucata", de acordo com o Roberto D.) na casa do cunhadão. Ele disse que vai passar o dia tirando fotos com a máquina. Não quer ir passear lá no trabalho de BMW pois o bairro é muito barra pesada. Anyways...

Filhão passou na quarta faculdade, me enchendo de orgulho. Quem sabe ganhe um carrinho para estrear em Setembro? Merece mesmo. Parabéns pela Cornell, Pedroca!

Aqui no prédio queriam dedetizar meu apto por APENAS R$110,00! Que é isso? Vão usar spray de Platina? Por esse preço eu contrato um rapaz que mata uma a uma no tapa.

Por outro lado cada coisa boa vindo pro meu lado, que eu fico até com vergonha de contar...

Me liga que eu conto. Fui!


sábado, 13 de março de 2010

HAJA FÔLEGO para o PESSOAL, porque o ANIMAL aguenta


Haja fôlego !!!!!
 

Exigências da vida moderna (quem agüenta tudo isso???)
Dizem que todos os dias você deve comer uma maçã por causa do ferro.
E
uma banana pelo potássio.
E também
uma laranja pela vitamina C.
Uma xícara de
chá verde sem açúcar para prevenir a diabetes.
Todos os dias deve-se tomar ao menos
dois litros de água.
E depois uriná-los, o que consome o dobro do tempo...
Todos os dias deve-se tomar
um Yakult pelos lactobacilos (que ninguém sabe bem o que é, mas que aos bilhões, ajudam a digestão).

Cada dia uma Aspirina, previne infarto.
Uma taça de vinho tinto também.
Uma de
vinho branco estabiliza o sistema nervoso.
Um copo de
cerveja, para...
não lembro bem para o que?, mas faz bem! O benefício adicional é que se você tomar tudo isso ao mesmo tempo e tiver um derrame, nem vai perceber.........

Todos os dias deve-se comer fibra.
Muita, muitíssima fibra.
Fibra suficiente para fazer um pulôver.
Você deve fazer entre quatro e seis
refeições leves diariamente.
E nunca se esqueça de mastigar pelo menos
cem vezes cada garfada.
Só para comer, serão cerca de
cinco horas do dia. UFA !!!

E não esqueça de escovar os dentes
depois de comer.
Ou seja, você tem que escovar os dentes depois da
maçã, da banana, da laranja, das seis refeições e enquanto tiver dentes, passar fio dental, massagear a gengiva, escovar a língua e bochechar com Plax.
Melhor, inclusive, ampliar o banheiro e aproveitar para colocar um equipamento de som, porque entre a água, a fibra e os dentes, você vai passar ali várias horas por dia.
CAGANDO NÉ !!!

Há que se dormir oito horas
por noite e trabalhar outras oito por dia, mais as cinco comendo são vinte e uma.
Sobram três, desde que você não pegue trânsito.
TÁ DIFICILLLLL...
As estatísticas comprovam que assistimos
três horas de TV por dia.
Menos você, porque todos os dias você vai
caminhar ao menos meia hora (por experiência própria, após quinze minutos dê meia volta e comece a voltar, ou a meia hora vira uma)!

E você deve cuidar das amizades, porque são como uma planta: devem ser regadas diariamente, o que me faz pensar em quem vai cuidar das minhas amizades quando eu estiver viajando.

Deve-se estar bem informado também, lendo dois ou três jornais por dia para comparar as informações.

Ah! E o
sexo!!!!
Todos os dias, um dia sim, o outro também, tomando o cuidado de não se cair na rotina.

Há que ser criativo, inovador para renovar a sedução.

Dizer EU TE AMO,
toda hora, ''ainda pego quem inventou essa neura...que saco!!!''

isso leva tempo e nem estou falando de sexo tântrico.

Também precisa
sobrar tempo para varrer, passar, lavar roupa, pratos e espero que você não tenha um bichinho de estimação... se tiver, tem que brincar com ele, pelo menos meia hora todo dia, para ele não ficar deprimido....
Na minha conta são 29 horas por dia.

A única solução que me ocorre é fazer
várias dessas coisas ao mesmo tempo!!!

Tomar banho frio com a boca aberta, assim você
toma água e escova os dentes ao mesmo tempo.

Chame os amigos e seus pais, seu amor, o sogro, a sogra, os cunhados...
Beba o vinho, coma a maçã e dê a banana na boca da sua mulher. Não esqueça do EU TE AMO, (Vou achar logo quem inventou isso, me aguarde).

Ainda bem que somos crescidinhos, senão ainda teria um
Danoninho e se sobrarem 5 minutos, uma colherada de leite de magnésio.

Agora voce tá ferrado mesmo é se tiver criança pequena, ai lascou de vez, porque o tempo que ia sobrar para voce...meu..., já era!!! criança ocupa um tempo danado.

Agora tenho que ir.
É o meio do dia, e depois da cerveja, do vinho e da maçã, tenho que ir ao banheiro e correndo.

E já que vou
, levo um jornal...
Tchau....

Se sobrar um tempinho, me manda um e-mail.


Luís Fernando Veríssimo

 

quinta-feira, 11 de março de 2010

Ótimas notícias para o Brasil e os Brasileiros

ENFIM UMA ÓTIMA NOTÍCIA!


Um estudo recente conduzido pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) mostrou que cada brasileiro caminha em média 1,440 km ao ano.

Outro estudo feito pela Associação Médica Brasileira (AMB) mostrou que o brasileiro consome, em média, 86 litros de cerveja ao ano.  A conclusão é animadora:

O brasileiro faz 16,7 km por litro.

Como estou bem humorado e não estou a fim de assuntos polêmicos, repasso esta outra também:

UM CHEFE, BEM CHATO, ACHANDO QUE SEUS SUBORDINADOS NÃO ESTAVAM MAIS RESPEITANDO SUA LIDERANÇA, RESOLVEU COLOCAR A SEGUINTE PLACA NA PORTA DE SEU ESCRITÓRIO:

"AQUI QUEM MANDA SOU EU" .

AO VOLTAR DE UMA REUNIÃO, ENCONTROU UM BILHETE JUNTO À PLACA:
"SUA ESPOSA LIGOU E DISSE QUE É PARA O SENHOR LEVAR A PLACA DELA DE VOLTA"


A foto é da viagem para o Sertão Baiano, 980km de BH, assim eu lembro de contar no próximo post...



domingo, 7 de março de 2010

Solidão é fundamental

Solidão é fundamental
Por Hilda Lucas
 
Que me desculpem os desesperados, mas solidão é fundamental para viver.
Sem ela não me ouço, não ouso, não me fortaleço.
Sem ela me diluo, me disperso, me espelho nos outros, me esqueço.
Não penso solto, não mato dragões, não acalanto a criança apavorada em mim, não aquieto meus pavores, meu medo de ser só.
Sem ela sairei por aí, com olhos inquietos, caçando afeto, aceitando migalhas,
confundindo estar cercada por pessoas, com ter amigos.
Sem ela me manterei aturdida, ocupada, agendada só para driblar o tempo e não ter que me fazer companhia.
Sem ela trairei meus desejos, rirei sem achar graça, endossarei idéias tolas só para não ter que me recolher e
ouvir meus lamentos, meus sonhos adiados, meus dentes rangendo.
Sem ela, e não por causa dela, trocarei beijos tristes e acordarei vazia em leitos áridos.
Sem ela sairei de casa todos os dias e me afastarei de mim, me desconhecerei, me perderei.
Solidão é o lugar onde encontro a mim mesma, de onde observo um jardim secreto e por onde acesso o templo em mim.
Medo? Sim. Até entender que o monstro mora lá fora e o herói mora aqui dentro.
Encarar a solidão é coisa do herói em nós, transformá-la em quietude é coisa do sábio que podemos ser.
Num mundo superlotado, onde tudo é efêmero, voraz e veloz a solidão pode ser oásis e não deserto.
Num mundo tão estressado, imediatista, insatisfeito a solidão pode ser resgate e não desacerto.
Num mundo tão leviano, vulgar, que julga pelas aparências e endeusa espertalhões,
turbinados, bossais, a solidão pode ser proteção e não contágio.
Num mundo obcecado por juventude, sucesso, consumo a solidão pode ser liberdade e não fracasso.
Solidão é exercício, visitação.
É pausa, contemplação, observação.
É inspiração, conhecimento.
É pouso e também voo.
É quando a gente inventa um tempo e um lugar para cuidar da alma, da memória, dos sonhos;
quando a gente se retira da multidão e se faz companhia.
Preciso estar em mim para estar com outros.
Ninguém quer ser solitário, solto, desgarrado.
Desde que o homem é homem, ou ainda macaco, buscamos não ficar sozinhos.
Agrupamo-nos, protegemo- nos, evoluímos porque éramos um bando, uma comunidade.
Somos sociáveis, gregários.
Queremos amigos, amores.
Queremos laços, trocas, contato.
Queremos encontros, comunhão, companhia.
Queremos abraços, toques, afeto.
Mas, ainda assim, ouso dizer: é preciso aprender a estar só para se gostar e ser feliz.
O desafio é poder recolher-se para sair expandido.
É fazer luz na alma para conhecer os seus contornos,
clarear o caminho e esquecer o medo da própria sombra.
Ouse a solidão e fique em ótima companhia.


 





Hotmail: Trusted email with powerful SPAM protection. Sign up now.