quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Humanos arrepiam mas o Computador vence

Absolutamente fantástico e imperdível. O confronto final entre (super)humanos e a máquina que engoliu todas as enciclopédias, filmes e livros da humanidade e consegue responder, interpretar, destrinchar as perguntas mais improváveis e sacanas. JEOPARDY! O que muda para a humanidade? Este é um grande começo. Em que você não digita sua conta e senha para ver o saldo no seu banco. Você pergunta se Shakeaspeare viesse na sua casa comer um pato com laranja, qual vinho você serviria. Humanidade tem cérebros brilhantes para responder sobre tudo, e também foi brilhante para ser a criadora de outra criatura. Deus não nos deu poder para criar vida, para replicar a nossa. Em mais de uma maneira.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Torcida pelo animal

Na verdade, a torcida é pelo homem. Como escrito no ENEM, pelo CERU MANO.

Kasparov vs Deep Blue foi numa época que eu torcia pela máquina. Eu estava encrustrado na máquina. Era uma peça do mecanismo. Agora torço pela raça humana desbancar o computador.

Lidar com piadas, trocadilhos, terceiras intenções, se os programadores e cientistas da IBM conseguiram criar um monstro cibernético para vencer o homem nisso, ai ai ai...




veja o primeiro dia, de tres no total. Acaba dia 16/02.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Um pouco de filosofia cibernética e semântica.


Amiga Lu me manda de BH...




"Ninguém é tão feio como na identidade, tão bonito como no Orkut, tão feliz
como no Facebook, tão simpático como no Twitter, tão ausente como no Skype,
tão ocupado como no MSN e nem tão bom como no Curriculum Vitae" (Samuca)




terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Com fome

O Animal precisa se alimentar, de noticias, reflexões, filosofia e amor ou vai minguar. Ficar magrinho.
O que não é de todo mau. Melhor que ser rico, é ser magro. Não, isso acho que só vale para mulheres.
Melhor que ser bonito, magro, atleta, culto, etc., é ser rico.

Edição depois de postado: Rico, nos termos do blog, é riqueza de conteúdo.
Como diz um outro amigo muito Animal na área de Marcas Corporativas e Branding, autor de vários livros, "o mundo tem fome de CONTEÚDO!".