sábado, 18 de agosto de 2012

O dinheiro. Não, muito dinheiro.

Se você tem frequentemente acessos de preocupação em relação ao dinheiro, relaxe. Você não está sozinha(o). Eu tenho. E claro que na maior parte do tempo, não há razões reais ou concretas para isso. Se fizermos um exercício na ponta do lápis, é possível ver o quanto poderíamos deixar de gastar e mesmo assim manter um grau de atendimento de nossas necessidades bastante razoável. A saída para essa preocupação me ocorreu hoje pela manhã, ao ler dois artigos na revista GoWhere Business. (www.gowhere.com.br)

Comece pela lista das 36 pessoas mais ricas do Brasil. Veja como subir uma posição nesse ranking é infinitamente mais difícil que uma ultrapassagem no GP de Mônaco de Formula 1, e como demora! Como cada um sofre a vida inteira, ou as vezes várias gerações, para acumular uns dois bilhões de dólares (US$2,000,000,000.00 só pra lembrar quantos zeros tem esse número), e ainda assim ficar na (ridícula) 25a. posição (vigésima quinta) !

Você não teria vergonha de entrar numa corrida e terminar em 25o lugar? Eu teria!

Bom, voltando à solução do problema de se preocupar com dinheiro. Acabei de explicar. A saída é o bom humor, é dar risada. Na mesma revista há uma página dedicada a Onassis, com mais uma dúzia de comentários sobre a riqueza, depois dos quais é impossível levar o assunto de ser muito rico, a sério. Termino aqui com algumas pérolas desse milionário doido;

Não ser descoberto numa mentira é o mesmo que dizer a verdade.

A partir de um certo ponto, o dinheiro deixa de ser o objetivo. O interessante é o jogo. 

 Pinto os cabelos de preto para os encontros amorosos e de branco para as reuniões de negócios.

Um milionário deve sempre viver um pouco além de suas posses - para manter a credibilidade.



PS: Se voce tiver curiosidade para saber quem são os Top 10 do mundo, confira aqui: http://top10mais.org/top-10-homens-mais-ricos-do-mundo-2012/ . Também recomendo http://pt.wikipedia.org/wiki/Arist%C3%B3teles_Onassis se quiser saber mais da vida desse magnata grego que  adquiriu sua fortuna como empresário de marinha mercante, tornando-se o empresário mais famoso do mundo do século XX no setor.


Um comentário:

Durval disse...

http://papodehomem.com.br/a-pior-desculpa-da-humanidade-nao-tive-escolha/