quinta-feira, 18 de março de 2010

Depois da tempestade vem a bonança no Reino Animal



No meu respirar profundo
penso em você sorrindo assim
e cada célula minha sorri
se enchendo de ar bom

Quando ouço sua voz
Cada fio meu de cabelo
meus ossos, pele e pelo
como se fossem uma corda
de violino, violão ou piano
tocando uma única nota

espero que seja o sino
do elevador ou campainha
você com as malas chegando
não sei o que está esperando
para entrar pela porta da frente
e tomar posse da sala
do quarto
do coração
que já é teu
faz tempo

Nenhum comentário: