segunda-feira, 26 de maio de 2008

SIMEXMIN em Ouro Preto 18 a 21 de Maio


O frio (para padrões mineiros) de Ouro Preto convida para uma cachaça. Como se mineiro precisasse de desculpa para isso. Tomei uma garrafa de "Caraça" com Mário Conrado, Rob (Norueguês buscando minério na Paraíba), e Bernardo, em menos de uma hora. Depois foi a festa da VALE na estação de trem Mariana - Ouro Preto, a Maria Fumaça restaurada pela VALE, mas que acabou cedo, o que nos levou à festa da GEOSOL, no centro em um boteco que funcionava num sobrado. Muitos dos presentes deram uma cancha, mas o som não estava nada mau. Claro que me arrependi de um kg de torresmo, pingando gordura quente, irresistível.

Nem sei como consegui fazer as duas palestras na manhã seguinte, mas o público aplaudiu fortemente. Deve ter sido pelo esforço.

Descobri o que a turma de exploração gosta: boné. O meu, da GEMCOM, feito na Canadá, era muito bonito mesmo, caprichado, alta qualidade, e não teve um Geólogo ou Técnico de campo que não me pedisse um. Eu era o único boné no Congresso. E não sou careca. Mas estava precisando cortar o cabelo, então... boné.
Os slides apresentados foram colocados no CD que serão enviados a todos os participantes,
Uma foi sobre Gerenciamento de Dados em toda a Cadeia de Valor Mineral, e a outra sobre Automação para suportar os processos de planejamento estratégico e tático ao longo de vida de um projeto mineral, desde a exploração ao fechamento.
Se não quiser esperar o CD, pode me pedir.
E vamos pegar firme nessa semana pois o chefe vem de Vancouver me dar mais detalhes sobre o status de aquisição da GEMCOM.

Nenhum comentário: