sexta-feira, 19 de junho de 2009

Resposta ao Adriano Silva da Exame

O Post do Adriano Silva foi no dia 04/06/2009 – Revista Exame

Começa assim: "Aí um dia você toma um avião para Paris, a lazer ou a trabalho, em um vôo
da Air France, em que a comida e a bebida têm a obrigação de oferecer a
melhor experiência gastronômica de bordo do mundo, e o avião mergulha para a morte no meio do Oceano Atlântico. Sem que você perceba, ou possa fazer qualquer coisa a respeito, sua vida acabou. Numa bola de fogo ou nos 4 000 metros de água congelante abaixo de você naquele mar sem fim. Você que tinha acabado de conseguir dormir na poltrona ou de colocar os fones de ouvido para assistir ao primeiro filme da noite ou de saborear uma segunda taça de vinho tinto com o cobertorzinho do avião sobre os joelhos. Talvez você tenha tido tempo de ter a consciência do fim, de que tudo terminava ali. Talvez você nem tenha tido a chance de se dar conta disso. Fim.
Tudo que ia pela sua cabeça desaparece do mundo sem deixar vestígios. Como se jamais tivesse existido.
Seus planos de trocar de emprego ou de expandir os negócios. Seu amor imenso pelos filhos e sua tremenda incapacidade de expressar esse amor. Seu medo da velhice, suas preocupações em relação à posentadoria.
Sua insegurança em relação ao seu real talento, às chances de sobrevivência de suas competências nesse mundo que troca de regras a cada seis meses.
Seu receio de que sua mulher, de cuja afeição você depende mais do que imagina, um dia lhe deixe , ou pior: que permaneça com você infeliz, tendo deixado de amá-lo.
Seus sonhos de trocar de casa, sua torcida para que seu time faça uma boa temporada, o tesão que você sente pela ascensorista com ar triste.
Suas noites de insônia, essa sinusite que você está desenvolvendo, suas saudades do cigarro.
Os planos de voltar à academia, a grande contabilidade (nem sempre com saldo positivo) dos amores e dos ódios que você angariou e destilou pela vida, as dezenas de pequenos problemas cotidianos que você tinha anotado na agenda para resolver assim que tivesse tempo.
Bastou um segundo para que tudo isso fosse desligado , para que todo esse universo pessoal que tantas vezes lhe pesou toneladas tenha se apagado , como uma lâmpada que acaba e não volta a acender mais.

Fim.

Então, aproveite bem o seu dia.
Extraia dele todos os bons sentimentos possíveis. Não deixe nada para depois. Diga o que tem para dizer. Demonstre. Seja você mesmo.
Não guarde lixo dentro de casa. Não cultive amarguras e sofrimentos , prefira o sorriso. Dê risada de tudo, de si mesmo.

Não adie alegrias nem contentamentos nem sabores bons.

Seja feliz hoje pois, Amanhã é uma ilusão. Ontem é uma lembrança. No fundo, só existe o hoje.

Resposta ao Adriano:

Adriano,

Dalai Lama meu ídolo assim o diz, só existe o hoje, amanhã e ontem não existem.

Sobre as angústias e pensamentos listados todos: graças a Deus que estas coisas desaparecerão do mundo, pois elas só tem valor no dia de hoje, e para quem as está pensando. Estas coisas não devem desaparecer antes, estão aí pois precisamos delas, elas fazem parte da experiência divina de viver, como seres espirituais que somos, nestes corpos que vão apodrecer a seis palmos abaixo da terra.

Os planos de trocar de emprego nos fazem pensar em outros horizontes, e lembrar que podemos criar um outro mundo.
O medo em relação à velhice nos dá o real valor da caridade e atenção com os mais velhos, faz o mundo mais generoso.
A insegurança em relação ao nosso real talento, bem, isso nos dá humildade, que faz bem.
Os sonhos, são refrescantes como limonada gelada em dias bem quentes e secos! Jamais desista deles, não é o que dizem? Que coisa boa para nos empurrar de um dia miserável para que cheguemos a dias melhores, para sobrevivermos.

Se nossos parceiros não nos amam mais, e permanecem conosco, que isto não nos tire o sono: tomemos as decisões por nós próprios, e façamos o que nosso coração nos diz para fazer, não o coração dos outros.

Os planos são as criações nossas, ou embriões das mesmas. Quantos planos não deram com os burros n'água? Os Dinossauros, foram um plano ruim? Se não existissem, não teríamos gasolina, talvez, ou talvez nem mesmo a espécie humana. Alguns planos servem só para isso: planejar. Os que viram realidade, podem ficar neste mundo, ou mesmo desaparecer, não importa. Isto não deve ser peso para ninguém.

Algumas coisas não vão desaparecer conosco, ficarão nos outros corações e na eternidade da consciência do Universo, como por exemplo o amor imenso por nossos filhos. A incapacidade de expressar é a prova de que ele é maior do que palavras, gestos, presentes, qualquer coisa que possamos imaginar. É a prova de que o amor é infinito. Se um simples ato pudesse expressá-lo, acharíamos diferente.

De fato podemos ser, pensar, agir, amar, apenas no dia de hoje. Adriano, não adiemos nada mesmo.
Continuemos anotando nas agendas e pensando nisto tudo, pois sem estas coisas, a vida não seria tão linda.
A graça de dirigir está nas curvas, subidas, freadas. Se fosse uma reta infinita... que chato seria.

Marcos Rittner - 19-06-2009 - Animal Mineral e Pessoal - o Blog.

14 comentários:

Patrícia Boudakian disse...

nossa, que lindo. me emocionei. bj

Evandro Varella disse...

Arrasou brimo!
Acho que foi o melhor dos seus textos até agora!
Parabéns.

MR disse...

Muita gentileza de vocês. Não me tornei filósofo, me falta um casamento. Não cheguei a ser poeta ainda pois me faltam amores. Não me tornei um completo imbecil pois me faltam eleitores.

Branca disse...

Marcos,

à medida que fui lendo, me vendo em alguns trechos, me emocionando em outros, pensei - como demorei tanto tempo pra encontrar seu cantinho? Você escreve muito bem, simples, direto, de uma forma prazerosa pra quem lê.
Temos obrigação de sonhar...planejar...seguir sempre o coração...amar incondicionalmente...TER TESÃO PELA VIDA, porque cada dia é um presente, mesmo com todos os tropeços do dia-a-dia, viver é bom demais!

Bjo carinhoso!

paula barros disse...

Marcos....é legal te chamar pelo nome, mas já estava me acostumando com MR.rsrs


Estava sem conseguir atualizar o blog, muita coisa escrita mas nada coerente com o meu sentimento. E fazia uma hora que procurava algo e decidi olhar os blogs, e vi o seu atualizado, li, não consegui comentar agora (eu volto), e quando ia desligar o computador olhei meus arquivos, achei um texto.

um final de semana bem bom, dentro do que é bom para você.

Luz disse...

Marcos

Parabéns pelo belíssimo, verdadeiro post.
Só posso desejar que Carpe Diem!!

paula barros disse...

Os dois textos abordam o tema vida. E o ser humano é passado, presente, futuro. Acho que o presente, é onde menos vivemos, estamos sempres dividos entre o passado e o futuro. O passado muitas vezes volta sem nossa permissão,nos invade, atrapalhando ou facilitando as relações, o nosso relacionar-se com o presente. E por vezes estamos sempre pensando no futuro, estudar por causa do futuro, trabalhar para ter algo um dia, trabalhamos muitas vezes já pensando na aposentadoria, até o futuro dos filhos nós pensamos.....

A questão, e a dificuldade que observo, em mim, nos outros, é procurar viver os momentos da vida de forma mais harmoniosa com as lembranças boas e ruins do passado, e de forma responsável para não prejudicar o futuro (nosso, do outro, do meio ambiente). Porque se pensarmos que falamos presente, mais ele também é volátil, ele passa muito rápido. O tempo que estou aqui pensando e escrevendo, já foi presente, já se tornou passado, era uns minutos do meu futuro que eu podia está em outro lugar, fazendo outra coisa, com minha filha, com um amigo, estudando....e assim vai. Isso é a vida.

Marcos, esse tema é sempre muito instigante.

Assisti um filme recentemente que mostrava essa loucura do cotidiano e da nossa mente. Como sempre estamos fazendo algo e pensando em outra coisa. Talvez seja a sabedoria tentar acalmar mais a mente, para viver melhor e mais integrado ao presente.


Gostei muito do seu texto. E do de Adriano, porque fez você escrever.

abraços

MR disse...

Segunda feira não é fácil, queridas, mas começar vendo os comentários é como sum pedacinho doce de chocolate antes do café amargo. Cai muito bem.
Obrigado pelas visitas e atualizem seus blogs, esta semana acho que serei mais leitor e menos escritor, tenho uns dois leões para matar.

PS: Podem continuar usando o MR...

paula barros disse...

Oi, passando para relaxar, estou no sufoco também. Mas é um mimo vir aqui e comer um pedacinho do chocolate. rsrsr

Se cuida! Boa sorte com os leões.

Aguardando algo seu escrito, porque é bom ler o que você escreve.

beijo

MR disse...

Bom, de fato escrevi para o Adriano que é o autor do artigo ao qual respondi. Ele foi muito gentil no email dele, em resposta à minha resposta, recomendando a leitura de três livros que ele já publicou. Não sei quais são mas vou pesquisar. Deve ter no blog dele, que vou colocar um link para o meu.

Denise disse...

Sabe............sempre achei q pessoas afins se aproximam e hj vejo q não foi a toa de desde o principio gostei de vc.

Somos seres espirituais vivendo uma vida terrena e nada.......absolutamente nada é por acaso.Nem este meu gostar de você..e a admiração recente que tenho.
.......................
Comentando o comentário la na minha "casa":

Ma...
quero minha pizzaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!
Saudades viu!

é sei,tenho certeza,que de certa forma em outro tempo,combinamos estar aqui eu e eles juntos.........Hoje.......como mâe e filhos ,amanhã não sei........mas a partir desta encarnação creio sempre irmandados pelo amor.

Pois nesta conseguimos nos harmonizar e sermos antes de tudo amigos.

adorei q veio e adorei sobretudo suas palavras.......mostrando ser vc....um pai e uma pessoa especialissima.

beijo

DE

MR disse...

DE,

Sigo agradecendo todas as bençãos que chegam em número crescente todos os dias, e muitas delas são na forma de pessoas e gestos que recebo.

Obrigado por tudo.

Denise disse...

MR
Comentando o comentário:
sem querer parecer oferecida,mas fiz decoração na Panamericana de Artes e ganhei um premio justamente em um projeto sobre iluminação de interiores.

(viu viu sempre é possivel rs)

Falando serissimo.
Hoje.....o caminho q percorro me faz uma buscadora de harmonia e equilibrio.

Amor e luz será o reflexo do meu eu hamonizado e repleto de amor e gratidão.

querer,poder,desejar,tudo isso,faz parte do caminho,LOGICO que cada um,examinado com cuidado.
Para que o EGO,não boicote essa busca.

beijos

Fique bem

Denise

MR disse...

Acho que vou fazer um blog ao contrário, em que o post fica na retaguarda, e o principal são os comentários.