quarta-feira, 19 de agosto de 2009

De um casamento nos anos 90...


Em uma conversa hoje pelo MSN com outra blogueira, "colega", dicutimos Igreja, alma, Jesus, e os pecados. Ela dizia que tentava consertar todo o mundo. Eu disse que só tinha pedido perdão pelos MEUS pecados, e só tentava fazer o bem EU mesmo, e esquecia dos outros.

Ela vai postar alguma coisa sobre isso, combinamos.

E eu transcrevo uma nota minha, feita há algum tempo, recheada com estória VERÍDICA (meus amigos que foram nesse casamento na Igreja da Cruz Torta podem testemunhar)

Eu escrevi:

"para fazer o mundo feliz, comece fazendo a você mesmo feliz"


Em algum lugar, reportam que Jesus também disse (vide Godspell - o filme) "como pode você querer tirar a lasca de madeira do olho de seu vizinho, sem antes tirar a sua (do seu próprio olho, hipócrita) ?"

Se faltar oxigenio no avião, coloque sua máscara primeiro. Ou você apaga tentando ajudar os outros e as crianças. Isso o MR aqui sabe com certeza.

Ou seja, devemos cuidar de nós mesmos primeiro.

Ser feliz está mais para o aspecto de como você lê sua vida, sua perspectiva e sua visão da coisa. Praticamente uma decisão sua. O que você acha? Isso mesmo.

PS: Fui presenciar um casamento em 1990, que o Padre ficou meia hora dizendo:
"Ama mais quem serve mais." etc etc etc.
Nossa, que chatice.
E finalizou com a pérola: "O que o homem uniu, Deus não separa."

PS2: Atualmente, já não estão mais casados.

5 comentários:

Evelyn disse...

Olá!
Obrigada pela visita!!!

Essa Igreja da Cruz torta é uma que tem em Pinheiros/SP? Se for, é pertinho da minha casa... Passei pertinho dela neste domingo.

Você mora em BH é? Tô indo pra aí segunda-feira.

Gostei do teu blog também!

PS.: não consigo me imaginar morando em outro lugar...

Super beijo

Evelyn disse...

Nossaaaaa!!!!
Eu amo café!
Só volto pra SP na sexta, e na outra segunda volto pra BH.

Onde você mora?

Bjo

Vivian disse...

...é claro que a felicidade
por ser um estado de espírito
só pode vir de dentro pra fora.

e quem sabe disso, é
verdadeiramente feliz,
fazendo do seu mundo
um oásis de bem-querer.

bju

Dai disse...

Olá..
Adorei a referência à nossa conversa(se fosse pra ficar anônimo, já era...me empolguei..).
Tenho que obrigatoriamente concordar com voce..andei errada durante muito tempo..Mas espero um dia poder cuidar de mim também.

Acho que essa vontade exasperada de agradar e cuidar dos outros é uma tremenda baixa auto-estima, que nos sufoca e às outras pessoas que estão à nossa volta.

Beijinhos...Obrigada pelo carinho

Denise disse...

Como alguem infeliz pode fazer outros felizes.
Lembrei-me de uma conversa ha muito tempo com um rapaz ,hoje adulto,mas na época um adolecente sábio,que me disse :Mãe faça o que deve ser feito e não fique pensando muito se vai ser bom para nós,bom mesmo para nós é vc fazer-se feliz,o resto agente vai arrumando,pq precisamos conviver e estar com alguem que é feliz e ama viver a vida e essa vida q tu teima em viver não a esta fazendo feliz.

E se Deus não separou eu o fiz .....e sai em busca de me fazer feliz.

(affe que ando cheia de admitir-me humanamente sensivel e falando demais rs)

beijos (todos os que te puderem fazer feliz)