terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Dezembro chegou

Eu tinha muita coisa para fazer e dizer, especialmente por ter me ausentado do Blog.

Agora que Dezembro chegou, não sei o que dizer nem o que postar.

Toda a vontade se foi.

Ontem à noite assistindo um Auto de Natal no teatro, pensei que este ano eu veria Dezembro de outra maneira. Eu me alegraria de fato com a comemoração do nascimento de Jesus Cristo, pois veio a nos ensinar a todos como viver.

Não sou um religioso muito menos seguidor de qualquer seita, me considero budista na filosofia e só. Mas sempre que penso em exemplos e modelos do amor e outros valores espirituais, JC é sempre a primeira imagem que me vem. A que está neste post é de Salvador Dali (1904-1989), veja que ele não está pregado na cruz nem ferido. Acho que simboliza que é pela vontade dele que está lá, não pela força de outro.

Obrigado por ter vindo.
Obrigado pelo exemplo.
Obrigado pelo seu sacrifício para nos ensinar e nos libertar.
Fique conosco.



6 comentários:

Jou Jou Balangandã disse...

Postamos juntos sobre o mesmo tema com diferentes enfoques. Por muito pouco o título dos posts não ficou o mesmo.

Eu gosto de blogar sempre que vem a vontade. Porque assim como tudo na vida, ela também passa.

Bem vindo de volta!

Blog do Vascão disse...

Cara não sei o que dizer, apenas que não importa a religião, crença, seita, o que importa que Deus é um só, Jesus Cristo é um só, basta uma boa conduta moral e é o que importa para vivermos melhor.

Abraço
Jeferson

MR disse...

Conversando com uma pensadora, recebi o conceito que nos fará mais livres. De que o Karma não é mais necessário, que o importante é a retidão da conduta, conectado com o poder da intenção. Realmente não estamos evoluindo por causa das religiões ou de denominações.
Obrigado pelos comentários.

Wanderley Elian Lima disse...

Oi MR, sua postagem foi simples porém tocante. Parabéns.
Abração

MR disse...

Obrigado Wanderley.

Dedinhos Nervosos disse...

Ai que bonito isso que vc escreveu. E por Ele ter escolhido que foi a grande diferença. E só nos sacrificamos por alguém amamos e tem achamos que vale a pena, né?
Amei. Bj.