terça-feira, 1 de setembro de 2009

A retomada

Recuperação da demanda mundial por insumos de siderurgia é notícia nos jornais de hoje. Muitas indústrias já operam no mesmo nível de pré-crise. Bom para Minas Gerais, para o Brasil, para geólogos e engenheiros de minas, metalurgistas. As pesquisas minerais estão em processo de reaquecimento.

No plano pessoal, vejo vidas de muitas pessoas que seguem o mesmo processo. Passaram por uma crise. Levaram um tombo. Se machucaram, perderam algo. Mas agora o momento é deixar as queixas de lado e ver o que aprendemos com isso, como nos acalmamos e retomamos o rumo. Mais serenos e maduros.

Que tal dar-se ao luxo de uma reflexão assim. Você seria capaz? Diga:
"Eu não posso me queixar. Os problemas na minha vida são pequenos, ridículos.
Na verdade, minha vida está cheia de soluções. Tenho mais do que preciso.
Minha família é amorosa, meus amigos são confiáveis, a quem eu peço ajuda sempre que precisar. Minha saúde está cada dia melhor. Meu coração está repleto de coisas boas"



Bom resto de semana.

PS: Frase na VEJA que não me sai da cabeça
"A (Olimpíada) e Português é importante para as crianças que falam 'menas laranjas' como eu." Presidente Lula

11 comentários:

Polzic disse...

Muy buen blog! Te invito a visitar el mío!

www.legosargentina.blogspot.com

Muchas gracias!

Eduardo P.L disse...

Todo dia é dia para retomar!
Boa semana!

paula barros disse...

Que bom vê-lo no meu blog. Gosto.

Não levei um tombo, me jogaram de corpo todo no chão, mas consegui me reerguer. E depois que levantamos, e posso falar com orgulho, sabemos a força que temos, o poder que temos dentro de nós. E isso é lindo.

Eu agradeço muito, sempre. Fico triste comigo quando estou triste com bobagem, ou até reclamando por besteira, então lembro de tudo e agradeço.

E quanto a frase de Lula acho que ele tem inteligência e muita, em vários aspectos, até em reconhecer as limitações dele, e enfrentá-las. E uma das inteligências que aprecio nele é a emocional, vencer o preconceito, as críticas.

(não falo de política que não entendo)


Viu no blog que vou para BH em setembro?

Dai disse...

Aprendi a fazer essas reflexões e por incrível que pareça ando rindo dos meus problemas...tão ridículos perante alguns de outras pessoas.

A felicidade realmente é contagiante, concordo com a Maggie (e com voce).
Se conseguirmos enxergar de um ângulo mais amplo, podemos ser felizes ou ao menos nos livrar de coisas que nos incomodam (ando tentando e conseguindo fazer isso). Obrigada pelo carinho..

E lá vai outro ctrl v, esse especialmente pra você:

"Para falar, eu canto
Quero que saiba o quanto
Me faz bem

É sempre assim, perfeito
Voce de qualquer jeito.
Me faz bem."


Beijinhos

dade amorim disse...

Já pensei nisso muitas vezes (acho a minha vida realmente muito boa, ao menos até agora), mas ainda assim de vez em quando a gente fica meio pra baixo. O Lula ajuda. Sir Ney collor e figuras afins patrocinam qualquer depressão que se preze.

Gostei bem do seu blog. Obrigada pela visita muito simpática.

cris disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cris Teles disse...

Perfeito! Eu tenho agradecido todos os dias pela minha vida, pela minha saúde, família e amigos! Sou abençoada a todo momento!!
Amei!!
Beijos

MR disse...

Obrigado aos visitantes e colaboradores com seus comentários e apreciação. Ajuda minha reflexão de agradecimento por tudo.

Denise disse...

Já levei cada tombo,tudo por conta de escolhas erradas,e não vigilancia dos atos.
Mas estou aqui,vivinha,forte,cheia de coisas aprendidas e tantas outras a aprender,e com um coração recheado de gratidão.
Sabe,aprendi que em um coração assim não cabe tristeza e se por ventura ela chega,é só examinar e não permitir que ela se instale.

Você me é muito querido

carinho

MR disse...

Oi Dê,

Obrigado pela visita, pelo carinho e comentário, e acabei de aprender mais uma coisa que não cabe no coração da gente, que eu nem tinha pensado nisso. Não vou deixar tristeza se instalar mesmo.

Dedinhos Nervosos disse...

Lembro que certa vez estava chateada por conta de um namorado e fui conversar com 1 amigo muito querido. Aí, ele falou assim:
"Antes de vc começar, quero te fazer 2 perguntas: Seu problema coloca em risco a sua vida ou a vida de quem vc ama? Seu problema pode fazer vc perder todos os seus bens materiais?"
É claro que a briga tomou proporções muito menores depois disso.
É normal a gente tomar algumas rasteiras pela vida. Elas sempre vão existir e temos que ser fortes para encará-las de frente, sem aumentar ainda mais a dor que nos provocam. A gente é maior do que muita coisa, né? Só esquecemos disso, äs vezes.
beijos.