sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Good Karma - How to find it and keep it


Voce colhe o que planta?

Estou lendo esse livro de Joan Duncan Oliver. Trata de muitas coisas nao tao faceis de serem abordadas, como uso de tempo no trabalho para cuidar de coisas pessoais, assim como materiais de escritorio, trapacear em dietas, etc.

Como olhar para o modo de decidir o que fazer, uma auto-analise que pode nos surpreender. Mas pode trazer muitas recompensas, nesse labirinto de certo-e-errado, considerando qual seria nossa real responsabilidade como seres humanos.

Queremos BOM CARMA, e nao acumular o que atrapalha nosso desenvolvimento espiritual.

Existem situacoes que ao se pode ganhar, mas o que acontece com nosso carma? Temos que dizer a verdade sempre?

O interessante dela : nao dizer as coisas como se fosse dona da razao, ou se estivesse num pulpito, num palanque ou num trono. Faz voce pensar como se ela fosse a sua consciencia, um amigo do seu lado andando pela rua. Recomendo.

11 comentários:

Jeferson / Rio Negrinho-SC disse...

Pela sua dicertação parece ser muito bom o livro, vou procurar adquirir para o ler.
Abraço
Jeferson

Cris Teles disse...

Tudo o que eu plantar, terei que colher, então eu procuro não fazer aos outros o que eu não quero pra mim. Procuro seguir sempre esse princípio.
Beijos!!

K. disse...

Voce colhe o que planta?
SIM...acredito muito nisso. Se observarmos bem, seja hoje, amanhã ou daqui há alguns anos, vc estará colhendo resultados de seu plantio na vida...Perceba?...Bom final de semana. K.

MR disse...

O conceito do Karma tambem inclui carrega-lo para as vidas futuras tambem... complica um pouco, pois nao necessariamente voce vai colher nesta vida o que plantar.

Jou Jou Balangandã disse...

Esse post não era pra ser sobre final de semana? Entendi tudo errado?Vixi, e ainda nem comecei a beber ...

Ao que parece o livro ainda não foi traduzido pro portugues.

Bom weekend!

Dai disse...

O problema é que todo mundo prega boas ações, reclamam dos outros, diz que o mundo é injusto, mas sequer faz a parte que lhe cabe.
Tenho deixado a ânsia por gratidão de lado, porque pelo jeito, não é nessa vida que irei receber.

Temos primeiro de analisar nossas ações para ver se merecemos o carma que carregamos...Às vezes afirmamos ter vontade a uma coisa, quando fazemos de tudo para que ela nao nos pertença. Só a vontade nao basta.

Maldita Futebol Clube disse...

O s atos e suas consequ]~encias, os karmas advém desses e nós somos frutos de nossas ações...aqui se faz, aqui se paga1 rs lerei o livro1 abs, leandro

Bonequinha de Luxo disse...

Olá,MR

Puxa,eu havia perdido o endereço do seu blog....que bom que achei!!!

Este assunto me interessa e muito.Acredito na Lei de Causa e Efeito ,mas a gente tem que estar muito atento,pois o turbilhão material ,às vezes nos faz esquecer dela e aí....
Este livro já foi traduzido??Me responde nos meus coments??

Beijão

Débora disse...

O assunto é instigante!!Adooooro!

Tenho tantos livros sobre o gênero que poderíamos até organizar um debate!
Tenho uma amiga cujo Blog se chama DEBATE e quem sabe ela aeita colocar este assunto em discussão??Eu adoraria participar!

Grande beijo

Endereço do Debate:www.debatendoemtemporeal.blogspot.com

Mari Amorim disse...

Olá amigo,
saudades,gostei do post,acredito que a vida e feita de escolhas.
Bom final de semana
Boas energias
Mari

MR disse...

Fiz um curso de quatro semanas no Centro Budista Maytreya, sobre o Buddha da Medicina (que sao oito, ou sete, nao me lembro). O Karma serve para nos explicar muita coisa, mas melhor ainda, para nos libertar da dor.

O Livro em questao existe em Ingles, pelo que eu sei. Mas ha muitos outros.